• Listar posts
  • Feeds - RSS
Post

Micro notebook "legalmente hackeável" já está à venda

Postado por Antonio Blanc em 17/03/2010 04:40
Blog: Halt and Catch Fire

Karmômetro (?)

bom e polêmico
adicionar comentário Comment

Ben NanoNote, da Qi Hardware, tem processador MIPS e roda Linux

Por Antonio Blanc

NanoNote é baseado em hardware e software totalmente abertos

NanoNote é baseado em hardware e software totalmente abertos

A Qi Hardware iniciou as vendas do Ben NanoNote, um “micro notebook” feito para ser o brinquedo preferido de muitos hackers. Ele não só é baseado em Software Livre (uma distribuição Linux) como também é Hardware Copyleft, ou seja, todos os planos e projetos para sua fabricação estarão disponíveis sob uma licença Creative Commons.

O hardware é baseado em um processador MIPS (JZ4740, da Ingenic Semiconductor) de 400 MHz, rodando a 336 MHz para economizar bateria. A tela LCD de 3 polegadas tem resolução de 320 × 240 pixels. Também há 64 MB de RAM, 2 GB de memória flash interna, entrada para cartões micro SD, porta micro-USB para expansão e um diminuto teclado QWERTY feito para ser usado com os dedões. Interfaces Ethernet e Wi-Fi não estão embutidas no hardware, mas podem ser adicionadas via USB. Fechado, o NanoNote mede apenas 9,9 × 7,5 × 1,75 cm e pesa 126 gramas.

O portátil não tem um propósito definido: a Qi Hardware deixa a cargo dos usuários descobrir (e divulgar) bons usos para o aparelho. Para isso, um Wiki (tinyurl.com/qihw-wiki) no site da empresa traz desde o código-fonte do sistema operacional e instruções de como regravar o firmware a um detalhamento dos custos do hardware e estratégias para produção local.

Em breve também estarão disponíveis os esquemáticos da placa de circuito, listas de componentes e outros itens necessários para que qualqer empresa possa produzir seus próprios NanoNotes. A licença é CC-BY-SA (http://tinyurl.com/CC-entenda), o que significa que a Qi Hardware tem de ser creditada, e derivados tem de ser lançados sob a mesma licença. A empresa foi fundada por ex-participantes do projeto OpenMoko, que visava a criação de um smartphone completamente Open Source.

O Ben NanoNote pode ser encontrado na web, por apenas US$ 99. Mais informações estão disponíveis no site oficial, em www.nanonote.cc


Tags:

Se você gostou,
seja um GEEK!

participe

Comentários Comment

  1. comentário de Darkus

    Karmômetro (?)

    polêmico

    é um aparelho deveras interessante…. ele é um pouquinho mais potente que o PSP

    iniciativa semelhante tem rendido bons frutos com o dingoo e com o openpandora.
    torço só que aumentem o processador, a bateria, a memória interna pra 16gb e a quantidade de RAM

    Postado por Darkus em 17/03/2010 06:33

  2. comentário de Tiago

    Karmômetro (?)

    tende a bom

    Se era pra ser completamente aberto, eu esperava um hardware implementado em FPGA. Mas por esse preço, ficou bastante convidativo.

    Postado por Tiago em 17/03/2010 10:25

  3. comentário de Howard Roatti

    Karmômetro (?)

    tende a bom

    Essa é uma ótima pedida para estudantes de Ciência da Computação, essa novidade podia estar disponível no Brasil, assim ficaria mais acessível a comunidade estudantil.

    Postado por Howard Roatti em 17/03/2010 11:03

  4. comentário de Adimir Colen

    Karmômetro (?)

    polêmico

    Postado por Adimir Colen em 17/03/2010 11:06

  5. comentário de Mirko Lindner

    Karmômetro (?)

    polêmico

    Hey,

    we are still seeking distributors in Brazil and South America in general. If you are interested or know someone who could be, please contact us1.

    Regards,

    /mirko

    1 https://sharism.cc/shop/contact_us.php

    Postado por Mirko Lindner em 17/03/2010 15:58

  6. comentário de Paulo Munir

    Karmômetro (?)

    polêmico

    Ciências da computação, engenharia da computação, engenharia eletronica, cursos técnicos etc, dificil é não encontrar uma utilidade pra esse aparelhinho no campo da educação.
    Podiam lançar aqui ontem.

    Postado por Paulo Munir em 17/03/2010 17:28

  7. comentário de Juliano Garcia Gonçalves

    Karmômetro (?)

    polêmico

    Aqui no Brasil, após a importação, ele custaria o preço de um netbook basico, o que o inviabilizaria…

    Postado por Juliano Garcia Gonçalves em 17/03/2010 17:59

  8. comentário de Anderson

    Karmômetro (?)

    polêmico

    A idéia não é importar o aparelho, e sim fabrica-lo aqui mesmo. Ele é totalmente Opensource, hardware, firmware e software.

    Ou seja, qualquer fabricante nacional, que quiser apoiar o projeto, poderá fabrica-lo sem precisar de pagar nada.

    Postado por Anderson em 17/03/2010 21:42

  9. comentário de Luis Enrique

    Karmômetro (?)

    polêmico

    sai mais ou menos uns 300 reais pra mandar um desses pra cá pro brasil…
    se começassem a produzí-lo aqui, venderia igual água, e impulsionaria a popularidade do linux também… e todos ganham o/

    Postado por Luis Enrique em 18/03/2010 00:24

  10. comentário de Chris

    Karmômetro (?)

    tende a ruim

    We have stocks, 119 eur, shipping worldwide 15 eur DHL.

    Chris
    www.pulster.de

    Postado por Chris em 21/03/2010 08:49

  11. comentário de xbox live gold code

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    A licença é CC-BY-SA (http://tinyurl.com/CC-entenda), o que significa que a Qi Hardware tem de ser creditada, e derivados tem de ser lançados sob a mesma licença. A empresa foi fundada por ex-participantes do projeto OpenMoko, que visava a criação de um smartphone completamente Open Source.

    Postado por xbox live gold code em 04/12/2010 12:53

Postar um novo comentário

Não preencha este campo Ele é um mecanismo para evitarmos spams. Se vc. está vendo este texto, seu browser provavelmente não interpreta corretamente CSS. De qualquer forma, apenas deixe este campo em branco e siga livre para comentar.

Ajuda com a formatação


voltar ao início