• Listar posts
  • Feeds - RSS
Post

Hackintosh, o novo Mac

Postado por Das Übergeek em 14/11/2009 00:21
Blog: ÜberGeek

Karmômetro (?)

tende a bom
adicionar comentário Comment

PCs rodando o sistema operacional da Apple são a febre do momento

Por Mario Amaya

PC rodando Mac? Sim, é possível!

PC rodando Mac? Sim, é possível!

A recente notícia de que a quantidade de computadores com Linux conectados à internet já foi superada pela de Hackintoshes (PCs modificados extraoficialmente para rodar o Mac OS X) é ainda mais impressionante quando se pensa que as modificações envolvem hacks pesados e muito trabalho manual para “convencer” o PC de que ele também é um Mac.

Excetuando a necessidade de montar seu PC com hardware compatível para não perder dinheiro – afinal, a principal razão para alguém montar um Hackintosh em vez de comprar um lindo Mac original é financeira –, o usuário de um computador desses ainda fica dependente de atualizações dos hacks para o sistema e não dispõe de suporte da Apple, já que um Hackintosh é oficialmente um computador perna-de-pau.

Até você ver a maçã cinza e na sequência um desktop prontinho para usar em seu monitor, lá se vão várias horas (dias?) de paciência, esforço, frustração, palavrões proferidos contra o computador e mais esforço. Não existe uma solução mágica para rodar o Mac OS X no PC com um clique do mouse, nem o milagroso EFI-X faz isso.

Netbook rodando o Mac OS X: rápido e bastante estável

Netbook rodando o Mac OS X: rápido e bastante estável

Neste artigo, não daremos um passo-a-passo a respeito de como instalar o OS X em seu PC. Existem muitos tutoriais sobre o assunto na web. O que vamos mostrar é um “caminho das pedras”, com o básico que você precisa saber antes da empreitada, onde (e como) procurar informações e as armadilhas que você deve evitar. Com isso, você já deverá ter conhecimento suficiente para “se virar sozinho”, algo fundamental nesta jornada. Pronto? Então, mãos à obra.

Primeiros passos

Antes de colocar a mão na massa, você precisa se armar de informação, sua maior aliada. É necessário que você saiba tudo, tudo mesmo sobre seu computador. Dizer “Ah, tem um ‘chips’ de 2 ‘gigarértis’ e um gravador de DVD” não adianta. Você precisa saber fabricante, modelo e velocidade (clock) do processador, bem como fabricante e modelo exatos da placa-mãe e de todo o resto que está plugado nela. Quanto mais você souber, maiores as chances de as coisas darem certo.

Você pode obter essas informações de diversas maneiras. O método mais simples é usando o próprio Windows, no Gerenciador de Dispositivos. Vá a Iniciar > Configurações > Painel de Controle > Sistema e clique na aba Gerenciador de Dispositivos. Anote o que aparece debaixo de cada seção, como “Adaptadores de Rede” ou “Adaptadores de vídeo”. Informações mais detalhadas podem ser obtidas com utilitários desenvolvidos especificamente para isso, como o Belarc Advisor (gratuito), que faz um levantamento completo de tudo que está em seu micro, ou o CPU-Z, que entrega todo o jogo sobre o processador e placa-mãe.

De posse de todas as informações necessárias, é hora de ver se os componentes de seu PC são compatíveis com o Mac OS X. Para isso, a comunidade do OSx86 Project criou uma lista de compatibilidade de hardware, a HCL. Ela é organizada por componentes ou máquinas prontas (portáteis e desktops), cada uma, por sua vez, organizada por fabricante. O problema é que a informação que você procura pode estar espalhada em várias listas, e uma placa que funciona no Mac OS X 10.5.3 pode não funcionar no 10.5.6. Para piorar, uma placa que funciona pode não estar listada, ou estar, porém com um nome genérico. Tenha paciência.

Qual sistema?

Existem muitas versões “adaptadas” do Mac OS X circulando pela internet. iDeneb, Kalyway, iATKOS e WindOSx86, por exemplo, são só algumas delas. Cada uma tem seus prós e contras: umas se dão bem com um tipo de processador, outras são mais genéricas e algumas são especializadas para determinado modelo de máquina, como a WindOSx86, sob medida para netbooks como o MSI Wind, Mobo White e similares.

Qual delas usar depende de seu hardware. Na dúvida, dê uma passada nos fóruns de discussão do site Insanely Mac, organizados por tópicos como instalação, drivers, multiboot (Windows e Mac OS X na mesma máquina) e afins. Entre outras coisas, lá você pode encontrar relatos de quem já fez a instalação, o que ajuda na decisão.

Saber inglês é essencial, mas saber se comportar ajuda mais ainda. Se precisar de alguma informação que não encontrou, abra um novo tópico com sua pergunta, mas só depois de ter certeza de que ninguém perguntou a mesma coisa antes. Seja cortês e não espere, muito menos exija, informações imediatas ou uma solução “de bandeja” para seu problema, pois você pode ser ignorado, ou, ainda pior, expulso. Caso encontre uma solução, publique a resposta no fórum com a maior riqueza de detalhes possível. Os novatos que virão depois de você agradecem.

E nunca pergunte onde baixar o Mac OS X. Anote o nome da versão que lhe parecer mais interessante e procure em seu site de P2P favorito. Com certeza você encontrará alguma coisa.

A instalação

A instalação do OS X em si é, no geral, mais fácil que a do Windows ou de uma distribuição Linux, mas, tal como qualquer instalação de sistema operacional, exige cuidado. Se você quer deixar o HD inteiro para o Mac OS X, não tem muito com o que se preocupar: formate o disco e pise fundo. Mas se você quer fazer dual-boot, ou seja, manter Windows e Mac OS X juntos na mesma máquina e escolher um ou outro na hora de ligar, é preciso ter um pouco de atenção.

Faça um backup de todos os arquivos que julgar importantes antes de começar a instalação. Um erro e, puf!, lá se vão eles para a terra dos bits perdidos. Não se apresse, reserve algumas horas e prossiga com calma. Tenha em mãos tanto o DVD de instalação do Mac OS X como os discos de instalação do Windows e dos drivers de seu computador, caso necessário.

Na hora de gravar o DVD com o OS X, grave em uma velocidade baixa em mídia de qualidade e ligue a verificação de gravação, para ter certeza de que todos os dados estão lá direitinho. É grande o número de instalações que dão errado por problemas no disco, e não de compatibilidade. E não faça a instalação em uma máquina essencial para seu dia-a-dia, especialmente se no lado Windows está aquele programa que é seu ganha-pão. Nesse caso, arranje um PC cobaia e divirta-se com ele.

Arrumando a casa

Por melhor que seja a versão do Mac OS X que você baixou, ela dificilmente será perfeita. É muito provável que, após a instalação, você tenha de arregaçar as mangas para aparar algumas arestas, como configuração da rede sem fio, medição de bateria ou placa de vídeo (os problemas mais comuns).

Isso provavelmente envolve voltar aos fóruns para descobrir o que deu errado, procurar uma solução e usar o Terminal para consertar o problema. O Terminal, com suas letrinhas brancas sobre fundo preto, pode parecer assustador à primeira vista, mas não tenha medo. Siga as instruções com atenção e tudo dará certo.

Na pior das hipóteses, se você realmente fizer uma besteira, terá de reinstalar o OS X. Aproveite para ganhar experiência no processo. Você vai ver que na segunda, terceira ou quinta vez, as coisas andam muito mais rápido.

Atualização? Não, obrigado

Por fim, nunca instale as atualizações oficiais da Apple em um Hackintosh. Na verdade algumas delas são seguras (como atualizações do iWork ou iTunes), mas tudo o que tem o potencial de mexer no sistema, como atualizações de segurança ou de versão (da 10.5.5 para a 10.5.6, por exemplo), pode, e provavelmente vai, “quebrar” o sistema. Ou seja, seu Hackintosh não vai mais dar boot e você fica “trancado do lado de fora”.

Mas isso não significa que você ficará preso a um sistema defasado. Frequentemente os autores das várias “distribuições” do OS X lançam pacotes que instalam as atualizações de forma segura, sem risco para a estabilidade do sistema. Como alternativa, surgem nos fóruns instruções de como neutralizar os updates da Apple “na raça” para realizar uma atualização manual. Em ambos os casos, o resultado final geralmente é o mesmo que você obteria se instalasse as atualizações oficiais em um Mac de verdade, com os mesmos benefícios. O segredo é ter paciência.

O Hackintosh para o resto de nós?

1 Achar um conector USB livre na placa-mãe do PC.

1 Achar um conector USB livre na placa-mãe do PC.

Sentiu o tamanho do drama de ter um Hackintosh? Pois bem, pensando em facilitar a vida de todos, uma pequena companhia europeia com o insuspeito nome de Art Studios Entertainment conseguiu produzir um pequeno milagre tecnológico, batizado de EFI-X (ou, dependendo de quem fala, EFiX), que se dispõe a fazer sozinho o trabalho de conversão em PCs desktop, sem precisar de modificações de qualquer outro tipo. Ele sequestra o controle interno do funcionamento do PC, tornando-o compatível com uma instalação normal do Mac OS X 10.5 Leopard. É um conceito tão bom que até parece pegadinha.

Como ele consegue a proeza?

Tecnicamente falando, o EFI-X é um BPU (boot processing unit) com interface USB, que substitui a sequência normal de inicialização do PC via Bios por uma EFI, que é o método oficialmente usado nos Macs com processador Intel. O PC com EFI-X oferece a opção de iniciar por qualquer um dos HDs disponíveis contendo sistema operacional. Não é necessário, porém, instalar o Boot Camp, já que o EFI-X provê sua própria tela de seleção de boot. O Windows, Linux ou outro sistema previamente instalado não sofre qualquer modificação em desempenho ou em funcionalidade. A única coisa que muda é o tempo de boot, que fica mais longo.

Instalação

2 Ligar o PC, abrir a configuração da BIOS e mudar a sequência de boot para que o PC tente dar partida pelo EFI-X.

2 Ligar o PC, abrir a configuração da BIOS e mudar a sequência de boot para que o PC tente dar partida pelo EFI-X.

Primeiro, o EFI-X deve ser espetado (por meio de um cabinho extensor que o acompanha) em uma porta USB da placamãe de seu PC. Essa porta é reconhecível por ter duas fileiras de pinos, uma com cinco contatos e a outra com quatro. As placas-mãe de PC costumam vir com um a três desses conectores internos. Alguma coisa pode já estar plugada neles (por exemplo, um leitor de cartões de memória), o que vai levar a um rearranjo dos periféricos. Fora isso, nada precisa ser feito dentro da máquina.

O segundo passo é ligar o PC. O computador mostrará a tela de apresentação normalmente; nesse instante, você deve pressionar a tecla que invoca as configurações da Bios. Dependendo do modelo do PC, essa tecla pode ser [Delete], [F2] ou [F11].

Chegando à tela de configuração, é preciso mudar o dispositivo primário de boot para o EFI-X e salvar a mudança.

3 O cursor de texto giratório indica que o EFI-X está agindo.

3 O cursor de texto giratório indica que o EFI-X está agindo.

Então, em vez de carregar o sistema operacional original como faria normalmente, o PC exibe uma tela preta com um cursor de texto animado no canto superior esquerdo, durante cerca de um minuto. Após isso, surge uma tela cinza que apresenta ícones dos discos de partida disponíveis para você fazer a seleção entre eles. Além do HD original contendo o Windows ou Linux, aparecerá um com de DVD, caso o drive óptico contenha algum disco. É nesse momento que você deve ter dentro do drive o DVD do Mac OS X Leopard; selecione-o na tela. Se tudo correr bem, aparecerá um novo ícone de disco com o logo da Apple e, a seguir, o instalador do Leopard, como se tratasse de um legítimo Mac Intel.

Funciona no meu PC?

4 Selecionar entre os discos de partida disponíveis; o DVD contém o Leopard.

4 Selecionar entre os discos de partida disponíveis; o DVD contém o Leopard.

Infelizmente não temos boas notícias no aspecto obviamente mais importante, que é a compatibilidade. A lista de hardware suportado não é extensa. Os processadores AMD estão fora, e ainda não existe suporte para notebooks. Esta é a receita de bolo do fabricante para um PC compatível: placa-mãe Gigabyte ou DFI; placa de vídeo NVIDIA ou ATI; 1 GB de RAM; 1 HD separado para cada sistema operacional; Mac OS X Leopard 10.5.0 ou posterior. Pode-se rodar, também, Windows XP (FAT32), Windows Vista (32 ou 64 bits) e Linux.

Tivemos a oportunidade de espetar o EFI-X em 10 PCs novos de “grife” – Positivo, Dell, HP, Semp Toshiba, Epcom, Megaware, Microboard –, todos pré-configurados de fábrica com Windows Vista. Rigorosamente, nenhum deles aceitou o EFI-X. A maioria o ignora ou trava na tela de inicialização do dispositivo. O computador que chegou mais perto de funcionar foi o Epcom Pentium Dual Core com placa-mãe da MSI; ele só empacou na hora de carregar o DVD do Leopard (as fotos que acompanham este texto são dele).

O fracasso mais surpreendente, porém, foi o PC novo da STI com Core Quad e placa-mãe Intel, que explicitamente proíbe o boot por dispositivo USB. Chega a mostrar uma mensagem sobre isso na tela inicial. Seria uma medida de segurança ou de restrição? Algo contra o Linux em pen drive? Ou já pensando nos Hackintoshes?

A conclusão é a seguinte: por ora, o EFI-X não serve em PCs populares. Só é negócio para modders com possibilidade de fuçar em hardware, pois caso ele encontre uma configuração que funcione, gastará muito menos do que comprando um Mac de verdade. Com um pouco de experimentação, seria possível construir um PC de quatro núcleos (Quad Core) com potência muito próxima à do Mac Pro de oito núcleos mais veloz do momento, tirando proveito, sempre que possível, do overclocking e do uso de novos componentes ainda não disponíveis nas configurações oficiais da Apple.

Dá rolo com a Apple?

5 Caso o Mac OS X seja identificado, o ícone mostrará o símbolo da Apple

5 Caso o Mac OS X seja identificado, o ícone mostrará o símbolo da Apple

A empresa insiste que o EFI-X é dirigido a entusiastas de PCs personalizados – gamers, modders, overclockers, fuçadores e técnicos interessados em montar workstations parrudas para uso científico ou em produção de mídia. Essas pessoas com interesses especializados já não comprariam um Mac em circunstâncias normais, afirma a companhia.

A licença de uso da Apple proíbe expressamente a instalação do Mac OS X em qualquer coisa que não tenha sido fabricada pela Apple. Como a tarefa de obter e instalar o Mac OS X é do usuário, é sobre você, o consumidor, que recai o ônus da culpa.

A implementação técnica do produto, sem qualquer interferência no código proprietário da Apple, aparentemente manterá o fabricante do EFI-X longe dos advogados da Apple. Para se garantir ainda mais, a empresa proibiu a venda em conjunto com qualquer modelo de PC, somente como produto avulso.


Tags:

Se você gostou,
seja um GEEK!

participe

Comentários Comment

  1. comentário de Mozart Maia

    Karmômetro (?)

    tende a bom

    Genial essa reportagem. Não dá muitas informações a fundo, mas exemplifica bem a dificuldade que é instalar esse S.O. nos pcs. Só não entendo porque as pessoas insistem nisso. Quais as vantagens? Eu sou pró Linux, mas não larguei o windows por causa do directx e por causa de alguns outros mínimos problemas de compatibilidade. Mas porque Mac Os?

    Postado por Mozart Maia em 28/07/2009 17:18

  2. comentário de Lui Gee

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    existe algo chamado estabilidade, confiança envolvido…

    Postado por Lui Gee em 29/07/2009 08:34

  3. comentário de Josefel Zanatas

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    existe algo chamado Final Cut Pro tb, e iLife, iWork e outras coisinhas que so tem no Mac

    Postado por Josefel Zanatas em 29/07/2009 10:08

  4. comentário de Diogo

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Gosta do Mac? compra um que é melhor, há menos de um ano comprei um Vaio, que foi bem carinho, uns dias atras notei que poderia até ter comprado um macbook. Claro que um Macbook Air, eh mto caro, mas a versão mais pesadinha não tá tão cara, fora que essa conversão é muito arriscado para quem é zerado no lance de Hardware. Mas se vc for crânio no lance, boa sorte, eu nem me arrisco nessa conversão, qdo o assunto é Windows qq passada de perna é fácil agora Mac, vou comprar um pra ver se ele é realmente mais estável que o SO do Bill

    Postado por Diogo em 29/07/2009 22:20

  5. comentário de Omar

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    O EFI-X funciona perfeitamente se o usuário comprar as peças mencionadas no site. Ou seja, o hardware deve ser exato ao que é recomendado pela EFI-X

    Postado por Omar em 30/07/2009 11:03

  6. comentário de Wagner Filho

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Bem no meu PC roda Windows 7rtm, Kubuntu 9.04 e MAC OS X 10.5.7 isso tudo numa boa!

    :P

    O unico aplicativo que não roda no man é o Amsn hehe só ele o resto tudo é igual!

    Abraços!

    Postado por Wagner Filho em 04/08/2009 15:09

  7. comentário de Bruno

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Não sei que tão grandes coisas que o MAC tem…. Em questão de efeitos visuais o Windows (Aero, mais precisamente) ja esta de bom tamanho… Em questão de compatibilidade o Windows também ganha…. Esse mac parece que é melhor em “estabilidade”… Eu nunca testei um MAC antes pra dizer que ele é ruim ou melhor, mas por enquanto prefiro ficar com o Windows!

    Postado por Bruno em 04/08/2009 20:51

  8. comentário de Cristiano

    Karmômetro (?)

    tende a ruim

    Será que uma pessoa que montar um hackintosh, mesmo comprando software original da Apple pode ser processada? Se for verdade então pq vendem o sistema operacional em separado? Dá pra comprar na Saraiva.

    Postado por Cristiano em 05/08/2009 12:56

  9. comentário de Lui Gee

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Bruno, o negocio vai bem alem de visual e quanto a compatibilidade unico “problema” (pra mim uma vantagem) é que nao existem softwares milhoes de softwares crackiados para este SO o que torna-o mais seguro e confiavel, e dai provem o titulo da estabilidade.
    Nao estou defendendo a mac, ate pq tanto meu desktop, notbook, e movel é windows

    Postado por Lui Gee em 05/08/2009 13:25

  10. comentário de Lui Gee

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Ahhh, nao me recordo de algum virus para mac -

    Postado por Lui Gee em 05/08/2009 16:09

  11. comentário de Joao Paulo

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Bem, vírus existe até pra linux (pasme). Porém, ele é UNIX, o que garante uma maior segurança, trabalhando com permissões de root, etc.

    Existem Hackintoshes pra baixar via torrent (comos os modificados por Kalyway), que são instaláveis em várias máquinas (meu notebook, um positivo, com coreduo, 1gb de ram e vídeo intel gma 950), com boot via cd, ou via grub (instala uma partiçao linux pequena, só pra isso) sem a necessidade desses hardwares. Existe até um site que mostra uma grande compatibilidade.

    Cristiano, pode comprar o software, porque você pode ter uma versão antiga de mac os, e quer instalar uma versão mais nova. Assim as pessoas compram.

    Bruno, não é só estabilidade. Os aplicativos feitos pra mac são muito mais rápidos sendo executados, tornando ele um media center e uma máquina pra edição de áudio/vídeo poderosa.

    Postado por Joao Paulo em 05/08/2009 23:41

  12. comentário de valter silva

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    interessante iiii pra que tanto

    Postado por valter silva em 10/08/2009 19:28

  13. comentário de Ioca100

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Aqui uso o Ubuntu 9.04 customizado para o tema do Mac, já ando pensando em comprar um Mac dos mais simples.

    Postado por Ioca100 em 14/08/2009 11:59

  14. comentário de al4nc4ds

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Atualizando o iDeneb para a versão 10.5.8 12/08/2009

    http://pools.wordpress.com/

    Postado por al4nc4ds em 15/08/2009 10:56

  15. comentário de Elder

    Karmômetro (?)

    tende a ruim

    Cristiano
    o Leopard vendendo separado só funciona num MAC.
    para instalar o OS da Apple em um PC, você precisa de OS “hackeado”...×86...
    se pegar o DVD do original não vai funcionar…

    Postado por Elder em 17/08/2009 16:38

  16. comentário de Alessandro

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Engraçado demais ver usuário de windows falando do que não conhece. Vivam aí, no passado. Com seus ctrl+alt+del. Pcs lentos, antivirus de todo tipo. E a mega interface moderna do windows.

    Postado por Alessandro em 20/08/2009 16:34

  17. comentário de bebeto_maya

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    “A licença de uso da Apple proíbe expressamente a instalação do Mac OS X em qualquer coisa que não tenha sido fabricada pela Apple.”

    O que constitui venda casada. Se eu comprei uma caixinha do Leopard, eu posso instalar onde quiser, sem ser obrigado a comprar hardware apple. Uma coisa é a mesma homologar, outra é me obrigar…A EULA não é maior que a constituição.

    Postado por bebeto_maya em 07/09/2009 02:21

  18. comentário de Bruno Aguilar

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Cara… eu uso um macbook pró, 2gb de memoria ram, 320 de hd

    Quero pegar algo melhor, pq uso muitos programas pesados, varios da adobe pra multimedia, motion graphics, muitos softwares de musica e etc… Alem do mais tenho uma time capsule que já vai pelos seus 500 giga de material (Não tenho espaço no HD mac pra usar meus arquivos, já que o mesmo só tem 320)

    aí pensei… O ideal mesmo seria um Mac pró standard (desktop)…

      … que alem de já ser foda, se não me engano aguenta upgrade de 4 tera de hd, 32 giga de memória ram … etc… ou seja: uma maquina que dura pra anos e anos

    O que fode a vida é que o mac pró , mesmo o mais básico, é uma PUUUTA facada!

    … queria montar um computador que tivesse uns 4, talvez 8 giga de memoria ram, 1 tera de HD, mas que  seja expansível, assim como o mac pró….  Ah,  queria usar o i7 que é o processador mais top agora,   e teria que achar uma placa de vídeo que teja nesses padrões, e uma placa mãe que me permita fazer upgrades.

    será que existe um hackintosh que roda legal numa maquina dessas?
    Que configuração você me indica?

    PS: Não quero nem instalar windows… queria montar uma maquina e só instalar o leopard! Ou seja: A maquina nunca vai ver windows na vida haha virgem de microsoft!

    Abraço o/

    Postado por Bruno Aguilar em 18/10/2009 10:31

  19. comentário de DANIEL MALDONADO

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    tenho um mac pro 8 core e um quad q6600 Hackintosh

    Rapaz, o Hackintosh soh perde pro mac pro pela quantidade de nucleos e por ter 4 mg de cache a menos

    fora isso o hackintosh eh uma marvilha, to com o 10.5.8 todo atualizado pela aplle e tal
    Mt bomm

    dual Boot – Windows 7 e o Leopard

    Postado por DANIEL MALDONADO em 27/01/2010 20:04

  20. comentário de Jhonathan Araújo Mesquita de Freitas

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Nunca que vou trocar meu iMac "24 de 2009 e meu Macbook Air "13 Mid 2011 por pcs com RuWindows…

    Postado por Jhonathan Araújo Mesquita de Freitas em 15/10/2011 01:46

  21. comentário de fernando

    Karmômetro (?)

    tende a neutro

    Eu montei um Hackintosh e me deu pouco trabalho funciona que é uma maravilha

    Postado por fernando em 11/08/2013 22:51

Postar um novo comentário

Não preencha este campo Ele é um mecanismo para evitarmos spams. Se vc. está vendo este texto, seu browser provavelmente não interpreta corretamente CSS. De qualquer forma, apenas deixe este campo em branco e siga livre para comentar.

Ajuda com a formatação


voltar ao início